Política de Qualidade

POLÍTICA DE QUALIDADE DA CERCIPENICHE

A Cercipeniche é uma entidade de utilidade pública, sem fins lucrativos, que assume os processos de qualidade como referenciais de toda a  acção desenvolvida pela organização. Tendo em conta a Missão da organização e a Visão que dela decorre, a Cercipeniche assume como fundamentais os seguintes valores:

  • Conhecimento
  • Cooperação
  • Desenvolvimento
  • Democracia
  • Inovação
  • Participação
  • Responsabilidade
  • Respeito
  • Transparência 
  • Solidariedade

Os valores referidos, que são transversais a toda a organização, devem estar permanentemente presentes em todos os processos de planeamento, desenvolvimento e avaliação de toda a actividade desenvolvida e, bem assim, dos princípios de orientação estratégica que vierem a ser definidos. O conhecimento, e a sua permanente aprofundamento, é a base do crescimento organizacional e da afirmação da qualidade da acção e, nessa linha, a Cercipeniche assume-o como um valor omnipresente nos processos de tomada de decisão e de escolha, ao nível de todos os agentes envolvidos. Por outro lado, a cooperação é um valor fundamental, numa actividade  onde os recursos serão sempre mais escassos que as actividades. A Cercipeniche afirma igualmente o desenvolvimento como um valor subjacente a todos os princípios de acção, que significa que, independentemente do estádio em que se encontra, a organização quererá sempre fazer mais e melhor. De igual modo, e por maioria de razões tratando-se de uma cooperativa, a democracia interna, que promova um funcionamento aberto e participativo, claramente receptivo às críticas e sugestões, é essencial para a afirmação de uma identidade organizacional forte. A procura de respostas que melhor se adeqúem aos clientes, parceiros e comunidade, torna imperativa a inovação, como um valor de referência da aplicação do conhecimento e de consagração de uma estratégia de desenvolvimento. Outro dos valores fundamentais que prosseguimos é o da  participação activa de todos os agentes envolvidos, nos diferentes níveis de decisão e avaliação do que fazemos, tendo em vista a melhoria daquilo que ainda se faça menos bem e o lançamento de novas propostas de acção. Um dos valores fundamentais, em que assenta toda a estratégia para a qualidade, é o da responsabilidade, assumida e evidenciada por todos os agentes, designadamente dirigentes, colaboradores, cooperadores e parceiros, que deverão, em sede própria e num quadro de respeito pela liberdade e autonomia de cada um, responder pelas suas opiniões e acções, nas dimensões que tiverem a ver com a vida da Cercipeniche. O respeito pelos direitos de todos os envolvidos, é um valor fundamental para a afirmação da modernidade da organização, sendo fundamental que a todos, clientes, colaboradores, cooperadores, parceiros ou outros elementos da comunidade, sejam garantidos espaços de participação que salvaguardem direitos fundamentais como a privacidade, a autonomia, a confidencialidade e a individualidade. Isto não pode pôr em causa a transparência de todos os processos que sustentam a actividade e resultados da organização. A solidariedade, por seu turno, é a alma mater do próprio processo de construção da organização, devendo ser permanentemente alimentada e evidenciada.

Do ponto de vista dos agentes envolvidos, a política de qualidade da Cercipeniche desenvolve-se no âmbito de cinco eixos distintos:

  • Clientes / Utentes
  • Colaboradores
  • Cooperadores
  • Parceiros
  • Comunidade em Geral

Ao nível dos clientes / utentes, será salvaguardada a sua participação em todos os níveis de planeamento e avaliação da acção, assumindo-se uma política activa de recepção e tratamento de sugestões e reclamações. Para os clientes/utentes com deficiência, a Cercipeniche disponibilizará recursos de apoio que  garantam a auto-representação. Será igualmente criada uma Comissão para a Ética e Igualdade de Oportunidades, a quem competirá avaliar e propor as práticas que se relacionem com a participação e promoção dos direitos dos clientes. Os meios e recursos utilizados no apoio aos clientes, deverão ser ajustados às suas necessidades, e permanentemente objecto de monitorização no sentido de acautelar a sua desactualização.

A Cercipeniche assume a importância dos colaboradores na prossecução da missão da organização. Nessa medida, aposta na sua valorização, designadamente através da disponibilização de formação contínua e de mecanismos de reconhecimento de desempenho, promovidos a partir da respectiva avaliação. Aos colaboradores da Cercipeniche será garantido o cumprimento de todas  as condições contratualmente exigíveis, e bem assim, das condições de higiene, segurança e conforto que se adeqúem às diferentes funções. Assume-se ainda como prática a dinamizar internamente, a conciliação entre a vida profissional e familiar. Os colaboradores serão permanentemente informados sobre as dinâmicas da instituição e chamados a participar em todas as matérias que tenham a ver com a orientação estratégica da actividade desenvolvida ou a desenvolver. Será incentivada a apresentação de sugestões e garantida a possibilidade de reclamarem.

Aos cooperadores é garantido pela Cercipeniche o acesso a toda a informação relevante para o conhecimento e compreensão do percurso organizacional e serão sempre chamados a participar na construção e aprovação dos documentos de planeamento e orientação estratégica. Nos termos do Código Cooperativo e dos valores acima referidos, será sempre garantida a apresentação de reclamações e sugestões, pelas múltiplas vias em que o podem fazer e, bem assim, será fomentada a participação dos cooperadores na vida da Cooperativa, designadamente nos Órgãos Sociais. A Economia Social, de um modo geral, e o Cooperativismo em particular, são assumidos pela organização como o espaço económico e social de participação da organização.

Os parceiros constituem-se como parte integrante da estratégia organizacional e, nessa medida, todas as parcerias serão objecto de protocolo onde constem designadamente as condições de participação e de avaliação recíproca. A Cercipeniche fomentará uma política de reforço de parcerias, quer numa lógica de desenvolvimento e aprofundamento do conhecimento, quer enquanto mecanismo indispensável de qualidade e sustentabilidade.

A Cercipeniche assume uma política de funcionamento de porta aberta, incentivando a Comunidade a conhecer o seu trabalho e as suas orientações futuras. Serão igualmente utilizados mecanismos de auscultação dos impactos da acção desenvolvida pela Cercipeniche na Comunidade, e transpostas para as orientações estratégicas as leituras que decorram dessa auscultação.

Enquanto organização socialmente responsável, a Cercipeniche assume que todas as orientações tomadas, incluindo as presentes, deverão ser objecto de monitorização permanente, no sentido de que possam ser sempre aferidas em função das mudanças que venham a ser determinadas pelas transformações dos contextos social, político e económico em que situamos a actividade organizacional. 

A Cercipeniche assume-se ainda como uma organização com preocupações ambientais, devendo incorporar estas preocupações em todas as dimensões da gestão organizacional, quer ao nível da rentabilização e controle de desperdícios de recursos escassos como a água, por exemplo, até à introdução de energias menos poluentes e renováveis, designadamente a solar térmica e eólica.

CERCIPENICHE - COMISSÃO PARA A QUALIDADE

Rogério Cação – Supervisor

Ana Luzia Prioste

Elsa Morais

Andreia Capataz

Ana Bernardino

Virgínia Patriarca

João Paulo Costa

Susana Batista 

© Cercipeniche. Todos os direitos reservados.